Rádio América Latina
--

IMAGINE UM MUNDO ONDE AS PESSOAS AJUDAM UMAS AS OUTRAS...

REDE DO BEM!

IMAGINE UM MUNDO ONDE AS PESSOAS AJUDAM UMAS AS OUTRAS...

Você já se imaginou fazendo um gesto para mudar a realidade de alguém que você conhece?


Já imaginou que um gesto, que a princípio você pode julgar pequeno, pode mudar a fundo a vida de alguém?


Hoje inauguramos aqui neste nosso meio de comunicação, um espaço dedicado a cidadãos procopenses inspiradores, que têm tido a iniciativa pessoal dentro dos meios sociais/profissionais onde estão inseridos, em estender sua visão de mundo e na de ações de forma a gerar alguma melhoria para a vida do outro.

 

Para estrear este espaço, convidamos a professora de inglês Fabíola de Oliveira Herbella, que leciona no CAIC , na Escola Estadual Willian Madi, desde o ano 2015 e que diante do cotidiano social que presencia na vida dos alunos da instituição, e depois do pedido singular de presente de aniversario por parte de um aluno (com excelente desempenho escolar), mobilizou suas redes sociais para atender não só aquela criança, mas muitas outras daquele espaço, junto à população procopense.

 

Com vocês, a incrível professora Fabíola de Oliveira Herbella:

 

Primeiramente, agradecemos por ter aceito o convite para vir nos contar sobre sua trajetória no magistério e como foi e tem sido implantar essa iniciativa tão incrível junto às crianças do colégio onde leciona.

 

  A tão nobre carreira docente, apesar das sabidas dificuldades que os profissionais da área enfrentam, sempre foi almejada ou a evidente paixão que em ti percebemos veio durante o exercício da mesma? Quais as maiores dificuldades encontradas pessoal e profissionalmente a ela referentes?

Obrigada pela oportunidade de falar um pouco desta profissão tão pouco valorizada mas que por mim é muito estimada. Na verdade, ao fim do meu ensino médio, o sonho era o jornalismo, mas como o curso de Letras também dava abertura para a redação, resolvi tentar o vestibular na UENP, na época Faficop, e passei no vestibular. A paixão mesmo veio com a experiência porque só aqueles que estão dentro da escola, da sala de aula, para saber dos amores e dissabores desta profissão. Sou realizada em sala de aula, pois me sinto útil perante a sociedade, mas não é novidade para ninguém que nos falta de tudo um pouco na escola pública, desde sulfite até uma rede de internet decente. Lemos, vamos atrás de novidades, fazemos cursos, mas alguns são travados por causa de falta de recursos para realizarmos tudo que desejamos. Nós, professores, temos gana de sermos os melhores, porém sem incentivo e investimento do governo, ainda é pouco para atender hoje uma geração exigente de atenção, carinho e motivação.

 

  Conte-nos como foi o singular pedido feito por seu aluno e de que forma este lhe impactou e motivou a iniciar esta rede do bem para a arrecadação dos materiais.

Era uma aula normal na escola, e ele, um aluno muito bom, respeitoso e dedicado, veio me contar que havia feito aniversário, isso é muito comum entre eles, os alunos gostam de estreitar os laços com os professores contando sobre sua vida pessoal; e não foi diferente, eu o parabenizei e ele continuou:- A senhora poderia me dar um presente, né? Eu perguntei o que ele queria, e ele respondeu: canetas, lápis! Foi um susto, acreditem, pois ele poderia ter falado qualquer coisa, né? Sem comentar nada com ele, nem que sim, nem que não lhe daria; dei lhe um sorriso e continuei a aula, sem nem pensar no que poderia fazer. A ideia veio sem avisar, do nada, em um outro momento e sem nem pestanejar, publiquei no instagram o pedido 1, o início da campanha.

 

Num primeiro momento, como foi recebido pelas pessoas de suas redes sociais, o apelo ao apoio para o projeto de arrecadação de materiais? Você se viu surpreendida pelo engajamento da sociedade em apoiar essas crianças?

  De início, minhas amigas me comunicaram que me ajudariam, dali a pouco, pessoas das minhas redes no estado de São Paulo se pronunciaram. Fiquei muito surpresa que na hora, decidi informar minha diretora do ocorrido, já que na hora que tive a ideia, não pensei que teriam tantas pessoas engajadas com as causas do outro. Várias pessoas me mandaram mensagens, outras compartilharam o story do pedido, realmente surpreendente.

 

Conte-nos sobre o programa de incentivo ‘Honra ao Mérito’, já presente no colégio onde leciona e como houve o aproveitamento da campanha junto a este.

Eu trabalho nesta escola desde 2015, e o programa de incentivo Honra ao Mérito sempre existiu, o tal famoso Hall da Fama, os alunos que tivessem as melhores notas de sua turma e somente notas azuis no boletim (acima de 60) tinham seu nome exposto no edital da escola, às vezes eram premiados com chocolate e desta vez ganharam um kit todo de material escolar composto por fichário, caderno, canetas, lápis, réguas, borracha, etc.


 

Diante da experiência positiva da campanha, há a vontade em idealizar/apoiar mais projetos que beneficiem a vida dessas crianças?

Todos os dias, eu e meus colegas estamos idealizando projetos para essas crianças, sempre que a escola fica sabendo da necessidade de alguma família, a escola se une em prol deles, nossas aulas como escola integral não são as mesmas de qualquer outra escola, por termos mais aulas em quantidade, conseguimos trazer mais qualidade para esses alunos, fora as disciplinas extras existentes na escola integral. Nossa escola é como uma família, nos unimos em prol da necessidade do aluno, com um par de tênis, com roupas, com alimentos e com muito estudo de qualidade.

 

 

Enquanto cidadã e professora, qual a importância que você vê da sociedade em apoiar questões sociais para além daquelas que dizem respeito a suas vivencias pessoais?

Infelizmente nosso povo precisa de muito, somos carentes de vários itens básicos para a sobrevivência, então acredito que projetos que existam para melhorar a vida do cidadão enquanto criança, jovem ou adulto serão sempre bem vindos. Aqueles ligados aos esportes, ao ensino de línguas, ao artesanato, nosso povo precisa muito mais do que é ofertado e infelizmente projetos sociais estão ficando cada vez mais raros sem incentivo fiscal por parte do governo.

 

 

Acreditamos que professores tem o poder de, positivamente, apoiar e influir na formação do futuro do país. Qual mensagem poderia deixar para estas crianças, para a família destas, para demais profissionais da área e para o poder publico? Como podemos ajudar?

Eu acredito no potencial de cada aluno meu, eu acredito em um futuro brilhante para essas mentes com sede de atenção, carinho e motivação. Eu acredito que com minha ferramenta de ensinar, eles podem ser os melhores em cada área que escolherem, mas como estamos falando de escola pública, de alunos pobres, eu também sei das necessidades de cada um, e da necessidade da escola em me ajudar a prover educação a todos eles, então venho aqui pedir a mão para o poder público – sei que esse pedido não vai ser o primeiro e nem o último, mas eu acredito que a EDUCAÇÃO tem que ser e deveria ser ”a menina dos olhos” de qualquer governante, seja lá em qual âmbito; com a educação podemos mudar a realidade do nosso bairro, cidade, estado e país, com a educação, com o aproveitamento destas cabecinhas pensantes podemos estar no topo de qualquer ranking, nós só precisamos de investimento hoje, para podermos mostrar ótimos resultados amanhã.

 

Duas das crianças da escola Willian Madi (Caic) sendo contempladas pelo programa Honra ao Mérito com os kits de material escolar


Gostaria de agradecer aqueles que me ajudaram com essa rede do bem, todos que contribuíram com meus alunos e minha escola, meu muito obrigada. Aqueles que ainda quiserem me ajudar com qualquer tipo de doação de material escolar: sulfite, lápis de cor, cartolina, canetinhas, estejam a vontade de entrar em contato comigo. Eu reintero meu pedido de ATENÇÃO A EDUCAÇÃO, AS NOSSAS CRIANÇAS, AO NOSSO FUTURO. Invistam neles que o sucesso é certo!

Agradeço também o espaço já que a rede do bem não funcionaria sem divulgação, agradeço profundamente pelo carinho com meu projeto. OBRIGADA!

  

Registramos aqui nosso agradecimento em especial a professora Fabíola que é um ser humano inspirador, que diante da realidade dos seus alunos não poupou esforços para iniciar essa rede do bem, que esse relato da Fabíola motive mais pessoas como nós fomos motivados.

Obrigada Fabíola por ser quem és, tenho muita sorte em tê-la na minha rede de amigos.

 

 

Sou Bruna Pedotti, assessora legislativa da Câmara Municipal de Cornélio Procópio/ PR, trabalhando junto ao vereador Luiz Carlos Amâncio.

 

 

E se você tem uma história de motivação para nos contar, se conhece alguém que tem trabalhado em melhorar a realidade de alguém, entre em contato conosco através do e-mail contato@luizcarlosamancio.com.br e pelas nossas redes sociais.
 

 


 

Envie seu comentário

Rádio »

Saúde »

Horários de Atendimento em Postos de Saúde e Médicos Disponíveis em Cornélio Procópio - PR

Parceiros »

  • PANIFICADORA E CONFEITARIA BIG PÃO.
  • PASTELARIA E SALGADARIA BOM PALADAR
  • ENCADERNADORA PROCOPENSE
  • Marina Importados
  • SANDRA CONFECÇÕES
  • ANDRÉ CAR
  • PAULO EDUARDO
  • LANCHONETE PARADA OBRIGATÓRIA
  • MARIUNS
  • SOLAR
  • FESTA FÁCIL
  • MECANICA CARDOSO
  • CLEUZA NOIVAS
  • RICARDO LANCHES
  • TROMBINI CAR


Copyright © 2013 Luiz Carlos Amâncio - Direitos Reservados - Desenvolvimento AbusarWEB