TV Quarto Poder

A LEI ROUANET E O SERTANEJO VELHACO!

A LEI ROUANET E O SERTANEJO VELHACO!

A LEI ROUANET E O SERTANEJO VELHACO!

Na semana tivemos polêmica envolvendo o cantor sertanejo Zé Neto, que num show em Sorriso no Mato Grosso criticou a cantora Anitta, por conta da Lei Rouanet. Segundo o paonoku da sofrencia, ele não precisava da Lei Rouanet, ao contrario da cantora.

Aos fatos.

A lei Rouanet permite a captação de recursos para investimento em cultura, shows inclusos, mas impõe uma serie de procedimentos. O interessado deve apresentar um projeto junto ao órgão competente do governo e este é minuciosamente analisado por especialistas. Se o projeto é aprovado o próprio interessado é que sai batendo na porta das empresas para convence-las a participar do projeto. É o que chamam de captação e as empresas que aceitam participar do projeto podem abater o valor repassado em impostos que pagariam ao governo. Ainda assim todas as despesas realizadas pelo beneficiário implicam em 03 cotações de preços e prestação de contas rigorosa com o projeto finalizado.

O tal Zé Neto afirmou que não precisa disso, de recursos públicos para realização de Shows e foi devidamente desmascarado pois só por esse show em Sorriso ganhou 400 mil reais da prefeitura local.

Foi dinheiro publico saído direto dos cofres da prefeitura e sem licitação pois todos os shows contratados por todas as prefeituras do país ocorrem por dispensa de licitação. O prefeito escolhe o beneficiário, quase sempre sertanejo, e a população paga a conta.

Prefeituras de cidades pequenas pagam fortunas para duplas e cantores/cantoras sertanejas, já milionários, a gosto dos prefeitos em “acordos” com empresários do setor. Os mesmos empresários que agora arrendam rádios Brasil afora e, controlando a programação, tocam o que querem, fabricam sucessos para depois venderem seus contratados e seus sucessos fabricados para as prefeituras.

Como não ouço sertanejo sequer sei o que esse Zé Neto canta, tampouco ouço músicas da Anitta agora cá entre nós, é de uma filhadaputice sem tamanho criticar a Lei Rouanet pra fazer média e defender o bolsonarismo em cima da palco e depois passar no caixa da prefeitura para levar o leite das crianças e o dinheiro que falta na merenda, não é não?

Deveriam fazer é como fazem nos circos que chegam na cidade e fazem desfile pelas ruas centrais. A mulher barbada, o palhaço na perna de pau, o atirador de facas, a trapezista. Divulgam e sobrevivem da bilheteria. O povo vai por opção e paga ingresso. Se não for ninguém, azar do circo. Se muitos forem, faturam mais.

Por qual motivo a turma da sofrencia não pode sobreviver de bilheterias em shows organizados por eles mesmos? Seria pelo fato de ser mais pratico mamar nas prefeituras com cachês altíssimos garantidos por empresários malandros e administradores irresponsáveis?

Investir em cultura é fundamental, através da lei Rouanet, prestigiando as diversas manifestações culturais e não direcionar todos os recursos, sem licitação, para apenas um segmento, formado por cantores e duplas já milionarias. Aí, de novo, estão enfiando toucinho no cú de capado gordo.

 

 

A LEI ROUANET E O SERTANEJO VELHACO!
Na semana tivemos polêmica envolvendo o cantor sertanejo Zé Neto, que num show em Sorriso no Mato Grosso criticou a cantora Anitta, por conta da Lei Rouanet. Segundo o paonoku da sofrencia, ele não precisava da Lei Rouanet, ao contrario da cantora.
Aos fatos.
A lei Rouanet permite a captação de recursos para investimento em cultura, shows inclusos, mas impõe uma serie de procedimentos. O interessado deve apresentar um projeto junto ao órgão competente do governo e este é minuciosamente analisado por especialistas. Se o projeto é aprovado o próprio interessado é que sai batendo na porta das empresas para convence-las a participar do projeto. É o que chamam de captação e as empresas que aceitam participar do projeto podem abater o valor repassado em impostos que pagariam ao governo. Ainda assim todas as despesas realizadas pelo beneficiário implicam em 03 cotações de preços e prestação de contas rigorosa com o projeto finalizado.
O tal Zé Neto afirmou que não precisa disso, de recursos públicos para realização de Shows e foi devidamente desmascarado pois só por esse show em Sorriso ganhou 400 mil reais da prefeitura local.
Foi dinheiro publico saído direto dos cofres da prefeitura e sem licitação pois todos os shows contratados por todas as prefeituras do país ocorrem por dispensa de licitação. O prefeito escolhe o beneficiário, quase sempre sertanejo, e a população paga a conta.
Prefeituras de cidades pequenas pagam fortunas para duplas e cantores/cantoras sertanejas, já milionários, a gosto dos prefeitos em “acordos” com empresários do setor. Os mesmos empresários que agora arrendam rádios Brasil afora e, controlando a programação, tocam o que querem, fabricam sucessos para depois venderem seus contratados e seus sucessos fabricados para as prefeituras.
Como não ouço sertanejo sequer sei o que esse Zé Neto canta, tampouco ouço músicas da Anitta agora cá entre nós, é de uma filhadaputice sem tamanho criticar a Lei Rouanet pra fazer média e defender o bolsonarismo em cima da palco e depois passar no caixa da prefeitura para levar o leite das crianças e o dinheiro que falta na merenda, não é não?
Deveriam fazer é como fazem nos circos que chegam na cidade e fazem desfile pelas ruas centrais. A mulher barbada, o palhaço na perna de pau, o atirador de facas, a trapezista. Divulgam e sobrevivem da bilheteria. O povo vai por opção e paga ingresso. Se não for ninguém, azar do circo. Se muitos forem, faturam mais.
Por qual motivo a turma da sofrencia não pode sobreviver de bilheterias em shows organizados por eles mesmos? Seria pelo fato de ser mais pratico mamar nas prefeituras com cachês altíssimos garantidos por empresários malandros e administradores irresponsáveis?
Investir em cultura é fundamental, através da lei Rouanet, prestigiando as diversas manifestações culturais e não direcionar todos os recursos, sem licitação, para apenas um segmento, formado por cantores e duplas já milionarias. Aí, de novo, estão enfiando toucinho no cú de capado gordo.

 

Envie seu comentário

Publicidades »


Saúde »

Horários de Atendimento em Postos de Saúde e Médicos Disponíveis em Cornélio Procópio - PR

Parceiros »

  • MARIUNS
  • MECANICA CARDOSO
  • PAULO EDUARDO
  • TROMBINI CAR
  • ANDRÉ CAR
  • SANDRA CONFECÇÕES
  • RICARDO LANCHES
  • Marina Importados
  • SOLAR
  • LANCHONETE PARADA OBRIGATÓRIA
  • ENCADERNADORA PROCOPENSE
  • PANIFICADORA E CONFEITARIA BIG PÃO.
  • CLEUZA NOIVAS
  • FESTA FÁCIL
  • PASTELARIA E SALGADARIA BOM PALADAR


Copyright © 2013 Luiz Carlos Amâncio - Direitos Reservados - Desenvolvimento AbusarWEB